Notícias

Vereadores debatem situação do aterro sanitário

03 de Março de 2016

Um debate realizado hoje de manhã (3 de março) na Câmara Municipal de Passos, reunindo vereadores, a Prefeitura e representantes do Grupo Itaiquara discutiu propostas

Vereadores debatem situação do aterro sanitário

Vereadores debatem situao do aterro sanitrio.

Um debate realizado hoje de manhã (3 de março) na Câmara Municipal de Passos, reunindo vereadores,  a Prefeitura e representantes do Grupo Itaiquara discutiu propostas para a situação do aterro sanitário. A questão é delicada porque a Itaiquara decidiu retomar a área que  antes havia cedido para o município e na qual atualmente é destinado todo o lixo coletado  de Passos.

Na Câmara tramita o projeto de lei 004/2016, do Executivo, que trata de autorização para financiamento da ordem de R$ 5 milhões junto ao BDMG, visando a implantação de um aterro controlado – projetado para a atual área da Itaiquara. A Prefeitura alega que tem pouco tempo  para uma solução, correndo o risco de ter que passar a enviar o lixo para uma outra cidade.

A reunião na Câmara foi articulada pelo vereador Reinaldo Oliveira (Nardão/PMDB), contando com as presenças do presidente, João Resende (PP), e dos vereadores Dentinho e Hilton Silva, ambos do PSDB, Isabel Ribeiro (Belinha/PP) e Alex Bueno (PSD).  Da administração compareceram o vice-prefeito Ademir Silva, a secretária de Obras, Sonia Oliveira, e a diretora de Limpeza Urbana, Andiara Mendes. A Itaiquara foi representada pelo diretor administrativo, Luiz Fernando Costa, e pelo gerente de meio ambiente, Douglas Souza.

Na explanação do gerente Douglas, a empresa havia cedido 33 hectares para o município e nos últimos cinco a seis anos a Prefeitura deixou a área parada e não teria apresentado nenhuma manifestação  sobre a sua  regularização. Segundo ele, com a decisão da retomada da área a Itaiquara passou no ano passado a preparar o local para o plantio de cana, “num investimento alto”, e não tem mais interesse de cessão.

O vice-prefeito Ademir afirmou que o município é grande interessado em uma solução, que quer continuar tendo a Itaiquara como parceira, por isso propôs a discussão de um acordo com a empresa, que segundo ele incluiria ressarcimentos. A diretora da Secretaria de Obras, Andiara Mendes, afirmou que não faltou interesse para a regularização e que o obstáculo para o município nos últimos anos, na instalação regular do aterro, foi a falta de dinheiro. Ainda segundo ela, pensar em outra área que não a atual seria começar do zero.

Os vereadores questionaram as controvérsias da questão. O vereador Dentinho disse que o quadro mostra a situação da total falta de planejamento da Prefeitura, depois de ver o gerente Douglas informar que o município deixou vencer os prazos dos licenciamentos ambientais. Nos pronunciamentos em plenário, dias antes, o vereador Alex Bueno questionara que mais de uma empresa cogitou instalar uma usina de reciclagem em Passos  e  nenhuma teve  aval da administração A vereadora Belinha solicitou que a Itaiquara volte atrás da decisão, pensando no lado social.

Douglas Souza disse que todas as demandas vão ser levadas à direção da Itaiquara, para segundo ele todas as possibilidades serem analisadas. O dirigente representou o executivo Guto Quintela, que havia confirmado presença mas que não pode comparecer por ter se atrasado de uma viagem.

Vereadores debatem situação do aterro sanitário Vereadores debatem situação do aterro sanitário

© 2019 Câmara Municipal de Passos
Todos os direitos resevados.