Notícias

Audiência Pública discute caminhos para a federalização da Fundação de Ensino

07 de Dezembro de 2005

 
A formao de uma comisso, com a participao da sociedade civil, legislativo, executivo e judicirio ser proposta ao Conselho Curador

      Aconteceu na sexta-feira, 02 de dezembro, na Cmara Municipal, a primeira Audincia Pblica com o objetivo de discutir caminhos para a implantao em Passos de uma universidade pblica e gratuita. A reunio foi proposta pelo vereador Dr Jos Roberto Bernardes, tambm presidente da Casa. A inteno transformar a FESP numa instituio pblica, com ensino superior grtis. Ao abrir o evento, o presidente da Casa, Dr Jos Roberto destacou que h meses assumi publicamente desta tribuna da Cmara a idia de criarmos um movimento para reivindicar a federalizao da FESP (Fundao de Ensino Superior de Passos). Para ele o movimento deve ter um carter poltico, mas nunca ser um movimento infundado e politiqueiro.
      O presidente do legislativo passense, ao analisar a situao da instituio de ensino, frisou algumas dificuldades, quando ressaltou que uma das formas de supera-las seria atravs do valor das mensalidades. Neste caso afirmou a clientela da FESP tem um perfil econmico de classe mdia para baixo, o que acaba provocando inadimplncia, porque o nosso aluno no tem condies de pagar mensalidades elevadas e a prova disso a corrida anual pelas bolsas de estudo, ainda que rateadas em percentuais, que permitam reduzir um pouco o custo mensal de seus encargos. Segundo Selma Tom, assessora de Comunicao da Fundao, dos mais de 3 mil alunos da instituio, 1820 tm algum tipo de desconto, a ttulo de bolsa.
      Dr. Jos Roberto disse que isto ocorre no porque os administradores da entidade no tomem providncias. Todos ns os conhecemos (os administradores) e sabemos de sua probidade e de seu idealismo. O problema para o presidente da Cmara de Passos que a situao invivel nos termos que est no quadro scio-econmica da regio.
 A luta pela federalizao se coloca dentro deste contexto, porque com ela s temos a ganhar. A regio inteira pela possibilidade de colocar gratuitamente seus filhos e a comunidade passense pelo afluxo de uma populao estudantil, que significar um crescimento do comrcio, das alternativas de locao e hotelaria, por exemplo, disse o presidente da Cmara de Passos.
      Por isto, informou Bernardes, a reunio deveria se encerrar com algumas decises. A principal delas seria a formao de uma Comisso de Trabalho que englobe representantes do poder judicirio, poder legislativo, instituies regionais, sindicatos e clubes de servio. A tarefa inicial desta Comisso, seu primeiro e nico trabalho no momento, ser o de elaborar um dossi, com justificativas e demonstrativos, solici-tando a federalizao da FESP, o qual dever ser assinado por todos os setores representativos de nossa comunidade e da regio. Este documento, com apoio de lderes polticos, seria, ento, levado ao governo federal.
      Nossas chances podem no ser muitas: mas so boas, frisa Dr. Jos Roberto Bernardes. Para que haja sucesso na empreitada o que precisa ser feito provocar a unio de toda a regio em torno do assunto. a que entra o lado poltico, queiramos ou no e agora hora em que eles tero que demonstrar, por aes e atitudes concretas, que realmente representam a vontade popular de nossa regio e neste movimento que quero me engajar para ver concretizado o projeto de uma universidade pblica e gratuita em Passos, finalizou.

© 2019 Câmara Municipal de Passos
Todos os direitos resevados.